Cinematógrafo II

Critica, comenta e divulga tudo: álbuns, livros, filmes
Regras do Fórum
Novas Regras em vigor!
Os tópicos que não respeitarem as Regras desta secção serão removidos!

Passa a ser obrigatório o seguinte formato do título dos tópicos: Nome da banda (sem Caps Lock!) - "Título do trabalho" [formato, caso não seja o comum álbum] (data, caso seja relevante)
Restantes críticas:
Categoria (ex: Cinema, Literatura) - "Título da obra" (data, caso seja relevante)
Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4841
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor aetheria » sexta mar 27, 2020 11:50 am

grindcrust Escreveu:Para quem ainda não teve oportunidade de ver este filme vindo da Dinamarca



https://sonatapremieres.blogspot.com/se ... n+skyldige



Obrigada pela dica! Muito, muito bom filme! Como se consegue, sem mudar de espaço, sem tiros nem "ação", com um ator, manter-nos colados ao ecrã e ansiosos.
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
grindcrust
Metálico(a)
Mensagens: 162
Registado: segunda dez 04, 2006 9:20 am
Localização: Guimarães
Contacto:

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor grindcrust » sexta mar 27, 2020 2:30 pm

Obrigada pela dica! Muito, muito bom filme! Como se consegue, sem mudar de espaço, sem tiros nem "ação", com um ator, manter-nos colados ao ecrã e ansiosos.


De nada, Foi um filme que me surpreendeu na altura que o vi ( no cineclube de Guimarães) como estava no Sonata Premíere achei que devia aconselhar.

Vi ontem o "37 Segundos" também é daqueles que se devem ver. Premio do Publico em Berlin 2019

http://sonatapremieres.blogspot.com/202 ... undos.html

Grind Your Mind
Grind' n' Roll
Grind or Die

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4841
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor aetheria » sexta mar 27, 2020 3:33 pm

Bem, atendendo à bela recomendação que o outro foi, já fica anotado (até porque gosto de investir em realizadores fora do circuito comercial, mas com garantia de qualidade)
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
Matusalem
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1418
Registado: quarta fev 23, 2005 11:35 pm

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor Matusalem » domingo mar 29, 2020 8:12 pm

Só hoje vi o "The Colour Out Of Space". Bela porcaria. Mais valia ter visto um filme com o Charlie Chaplin. Desilusão total e ia esperançado que fosse alguma coisa de jeito uma vez que supostamente era baseado num conto do Lovecraft e é um dos meus escritores favoritos a seguir ao Stephen King. O Lovecraft deve andar às voltas no túmulo. O que mais me irritou, mesmo sabendo que há americanos totós e burros que nem uma porta, foi as personagens serem do mais irrealisticamente possivel. Estavam-me sempre a atirar para fora do filme, não sei se me entendem. Nem os efeitos especiais salvaram a coisa que nem achei nada por aí além. Os do filme Blob dos anos 80, por exemplo, estão muito mais à frente. O Nicolas Cage nem teve que se esforçar muito, tal é sem substancia o papel de pai totó que ele faz. :|

Zyklon
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6953
Registado: sexta jan 04, 2008 10:47 am
Localização: Oleiros(Castelo Branco)
Contacto:

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor Zyklon » segunda mar 30, 2020 5:12 pm

Matusalem Escreveu:Só hoje vi o "The Colour Out Of Space". Bela porcaria. Mais valia ter visto um filme com o Charlie Chaplin. Desilusão total e ia esperançado que fosse alguma coisa de jeito uma vez que supostamente era baseado num conto do Lovecraft e é um dos meus escritores favoritos a seguir ao Stephen King. O Lovecraft deve andar às voltas no túmulo. O que mais me irritou, mesmo sabendo que há americanos totós e burros que nem uma porta, foi as personagens serem do mais irrealisticamente possivel. Estavam-me sempre a atirar para fora do filme, não sei se me entendem. Nem os efeitos especiais salvaram a coisa que nem achei nada por aí além. Os do filme Blob dos anos 80, por exemplo, estão muito mais à frente. O Nicolas Cage nem teve que se esforçar muito, tal é sem substancia o papel de pai totó que ele faz. :|

Estás a gozar certo?

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4841
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor aetheria » segunda mar 30, 2020 8:15 pm

Zyklon Escreveu:
Matusalem Escreveu:Só hoje vi o "The Colour Out Of Space". Bela porcaria. Mais valia ter visto um filme com o Charlie Chaplin. Desilusão total e ia esperançado que fosse alguma coisa de jeito uma vez que supostamente era baseado num conto do Lovecraft e é um dos meus escritores favoritos a seguir ao Stephen King. O Lovecraft deve andar às voltas no túmulo. O que mais me irritou, mesmo sabendo que há americanos totós e burros que nem uma porta, foi as personagens serem do mais irrealisticamente possivel. Estavam-me sempre a atirar para fora do filme, não sei se me entendem. Nem os efeitos especiais salvaram a coisa que nem achei nada por aí além. Os do filme Blob dos anos 80, por exemplo, estão muito mais à frente. O Nicolas Cage nem teve que se esforçar muito, tal é sem substancia o papel de pai totó que ele faz. :|


Estás a gozar certo?



Por acaso, como sabes, o filme também não me fascinou. Agradou-me, apenas, a capacidade de recriar o efeito viral e infestante da "cor", e ali uns momentos de alucinação (especialmente quando o "meteorito" caiu). Detesto o papel do Cage. Já a Richardson esteve bem.
Acho que faltou tensão ao filme, aquilo não causava um pouco de perturbação, intriga, nada... (apenas algum nojo nas denas de "fusão" da matéria)
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
Vooder
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4811
Registado: sábado jan 15, 2011 11:10 pm

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor Vooder » quinta abr 02, 2020 2:51 pm

ImagemImagemImagem
VENDE-SE Enslaved/Ephel Duath/Agalloch/Therion/HateSphere e mais cenas

p41nk1ll3r
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1695
Registado: quinta mai 03, 2007 10:33 pm

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor p41nk1ll3r » quarta abr 22, 2020 11:14 pm

grindcrust Escreveu:Já que temos de estar encerrados , aproveitemos para ver cinema, um dos que vi recentemente, aqui vai:

Corpus Christi
(polonia 2019)

https://sonatapremieres.blogspot.com/se ... l%C3%B4nia


Gostei bastante, bons argumento, fotografia e banda sonora.

Já o Den skyldige foi para mim uma estupada do princípio ao fim, provavelmente devido à completa falta de capacidade da personagem principal em ser credível, contrariamente às personagens que vamos ouvindo nas chamadas.

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4841
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor aetheria » quinta abr 23, 2020 1:10 pm

p41nk1ll3r Escreveu:
Já o Den skyldige foi para mim uma estupada do princípio ao fim, provavelmente devido à completa falta de capacidade da personagem principal em ser credível, contrariamente às personagens que vamos ouvindo nas chamadas.


:lol: :lol: :lol:

Olha, eu gostei bastante. Fiquei agarradíssima tempo todo.
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
abyssum
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4180
Registado: sexta out 28, 2011 6:52 pm
Localização: Hellentejo

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor abyssum » sábado mai 02, 2020 6:54 pm



Nos dias que correm com as regras de confinamento, este filme vem mesmo a calhar na altura certa, o pior que pode acontecer quando pessoas fechadas no mesma casa num local remoto em completo isolamento.

The Lodge é um filme de terror atmosférico e psicológico, com um ritmo lento e muito centrado nas personagens, bem ao estilo de Midsommar e Hereditary mas com uma atmosfera mais sombria. Enquanto os filmes mencionados de Ari Aster eram muito coloridos com muita luz, aqui a escuridão do Inverno é bem aproveitada pela realização e fotografia para o efeito desejado. Outra comparação é o uso de de imagens carregadas de simbolismo das quais se podem fazer algumas interpretações.

Após uma tragédia familiar, um pai deixa os seus filhos com a sua namorada numa casa de campo rodeados apenas por gelo e floresta, totalmente isolados. A namorada do pai dos miúdos tem um passado tumultuoso, que é do conhecimento de todos, as crianças não gostam dela e vão usar isso o que vai desencadear um choque com uma mente já de si perturbada.

Os desempenhos das personagens estão muito bem conseguidos, desde os jovens à actriz principal Riley Keough que faz aqui um trabalho notável e de certa forma carrega o filme. No elenco também encontramos Richard Armitage o "Thorin Oakenshield" do Hobbit e a lendária Alicia Silverstone.

Ao fim de ver o filme era inegável não compará-lo ao mítico Shining, a história de uma familia isolada numa casa rodeada por uma paisagem gélida, atormentados por a loucura de um dos seus membros. Nada de novo mas no género do terror quantos não há de casas assombradas, zombies, etc, e no entanto os melhores destacam-se dos demais.
No The Lodge a realização, a atmosfera, os momentos de tensão e a excelente performance da actriz oferece-nos um filme perturbador.

Avatar do Utilizador
grindcrust
Metálico(a)
Mensagens: 162
Registado: segunda dez 04, 2006 9:20 am
Localização: Guimarães
Contacto:

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor grindcrust » quarta mai 27, 2020 5:51 pm

Grind Your Mind
Grind' n' Roll
Grind or Die

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4841
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor aetheria » quinta mai 28, 2020 3:28 pm



Só por essa imagem já tenho receio de ver... a violência do ser humano perturba-me bastante, quando se visualiza, pior ainda :|
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
grindcrust
Metálico(a)
Mensagens: 162
Registado: segunda dez 04, 2006 9:20 am
Localização: Guimarães
Contacto:

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor grindcrust » sexta mai 29, 2020 1:32 pm

Só por essa imagem já tenho receio de ver... a violência do ser humano perturba-me bastante, quando se visualiza, pior ainda :|



O filme é violento, mas nunca com a violência como o Quentin Tarantino coloca nos filmes dele. Neste caso, neste filme o realizador tem muito cuidado em mostrar os momentos violentos nisso ele é muito subtil, agora o filme mostra e centra-se na maldade humana, como na bondade. É um filme que pode ser visto por pessoas mais sensíveis. Mas que não deixa que certos espectadores fiquem indiferentes á dita maldade que existe no ser humano.
Grind Your Mind
Grind' n' Roll
Grind or Die

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4841
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor aetheria » sexta mai 29, 2020 4:47 pm

grindcrust Escreveu:
Só por essa imagem já tenho receio de ver... a violência do ser humano perturba-me bastante, quando se visualiza, pior ainda :|



O filme é violento, mas nunca com a violência como o Quentin Tarantino coloca nos filmes dele. Neste caso, neste filme o realizador tem muito cuidado em mostrar os momentos violentos nisso ele é muito subtil, agora o filme mostra e centra-se na maldade humana, como na bondade. É um filme que pode ser visto por pessoas mais sensíveis. Mas que não deixa que certos espectadores fiquem indiferentes à dita maldade que existe no ser humano.



Mas a violência do Tarantino não me incomoda.Bem, posso desviar o olhar quando vejo esmagar um crânio :lol: mas quando acaba o filme, acaba a violência. Nesse tipo de filmes, não só por tratarem de acontecimentos reais, mas por explorar a violência da humilhação e da pura crueldade, a violência fica-me na mente por muito tempo e sempre que ouço notícias sobre um qualquer caso num qualquer canto do mundo, essas imagens e o sentimentos que me provocaram, voltam...
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
grindcrust
Metálico(a)
Mensagens: 162
Registado: segunda dez 04, 2006 9:20 am
Localização: Guimarães
Contacto:

Re: Cinematógrafo II

Mensagempor grindcrust » sábado mai 30, 2020 2:17 pm

Mas a violência do Tarantino não me incomoda.Bem, posso desviar o olhar quando vejo esmagar um crânio :lol: mas quando acaba o filme, acaba a violência. Nesse tipo de filmes, não só por tratarem de acontecimentos reais, mas por explorar a violência da humilhação e da pura crueldade, a violência fica-me na mente por muito tempo e sempre que ouço notícias sobre um qualquer caso num qualquer canto do mundo, essas imagens e o sentimentos que me provocaram, voltam...


Realmente até pode ser como dizes, a violência no cinema de entretenimento não é a mesma coisa de um cinema que nos deixa bem vincados no mundo em que vivemos, que é assim, e que sempre foi, e será , é a nossa condição humana, cheia de injustiças e de maldade perante o outro, neste filme a personagem central é uma criança, e já vimos muitos filmes assim, ou parecidos. Mesmo no tempo dos campos de concentração no regime Nazi, a maldade sobre crianças ainda nos faz pensar como foi possível o ser humano ter feito o que fez. Mas o importante é que é uma boa obra nesta produção europeia.
Grind Your Mind
Grind' n' Roll
Grind or Die


Voltar para “Críticas & Divulgação”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante