Página 323 de 324

Re: Cinematógrafo II

Enviado: quarta set 22, 2021 3:42 pm
por miguel101
[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=r6MWV4FuCKU&t=657s[/youtube]


Um musical com banda sonora de Igorrr :metal:

(filme com legendas em português)

Re: Cinematógrafo II

Enviado: quarta set 22, 2021 5:24 pm
por abyssum
miguel101 Escreveu:


Um musical com banda sonora de Igorrr :metal:

(filme com legendas em português)

Fixxxxed

Re: Cinematógrafo II

Enviado: quarta set 22, 2021 6:55 pm
por GoncaloBCunha
Se se quiserem poupar ao filme e ouvir apenas a banda sonora:


Re: Cinematógrafo II

Enviado: sábado out 09, 2021 6:35 pm
por abyssum



Re: Cinematógrafo II

Enviado: sábado out 16, 2021 1:09 pm
por pafg
Squid Game. Por norma não sou de responder a hypes, mas neste caso acho que se justifica. Série do caraças. Vejam vejam.


Re: Cinematógrafo II

Enviado: domingo out 17, 2021 6:59 pm
por abyssum

Re: Cinematógrafo II

Enviado: segunda out 18, 2021 12:34 pm
por Brunhu
pafg Escreveu:Squid Game. Por norma não sou de responder a hypes, mas neste caso acho que se justifica. Série do caraças. Vejam vejam.


Por acaso também a vi, não pelo hype mas por me ter chamado a atenção quando ainda estava nas futuras estreias da Netflix.
Quando vi que havia esse hype todo ainda fiquei de pé atrás, mas a coisa acabou por cumprir as expectativas.

Também gostei e achei a que a ideia está muito boa, mas ainda assim, não entendo a loucura toda à volta da série.

Re: Cinematógrafo II

Enviado: segunda out 18, 2021 6:19 pm
por aetheria
Brunhu Escreveu:Também gostei e achei a que a ideia está muito boa, mas ainda assim, não entendo a loucura toda à volta da série.


Mesmo não tendo visto a série, porque não sou muito fã do conceito, já sei naturalmente do que se trata, de tão falado.
A tal "loucura" anda a ser uma constante... parece-me que, por um lado, há pessoas que nunca pararam para refletir sobre determinadas realidades, sobre o mundo que as rodeia, e depois caem no espanto de uma constatação; depois, presentemente, há muito o efeito catadupa: começa a ser falado porque choca e a coisa cresce vertiginosamente. Tendo chamado a atenção do público, os media vão atrás, e a coisa agiganta-se ainda mais.
Tudo com grande rapidez, a mesma com que o fenómeno desaparece.
Vivemos os tempos do fast-tudo.

Re: Cinematógrafo II

Enviado: terça out 19, 2021 3:04 pm
por Brunhu
aetheria Escreveu:
Brunhu Escreveu:Também gostei e achei a que a ideia está muito boa, mas ainda assim, não entendo a loucura toda à volta da série.


Mesmo não tendo visto a série, porque não sou muito fã do conceito, já sei naturalmente do que se trata, de tão falado.
A tal "loucura" anda a ser uma constante... parece-me que, por um lado, há pessoas que nunca pararam para refletir sobre determinadas realidades, sobre o mundo que as rodeia, e depois caem no espanto de uma constatação; depois, presentemente, há muito o efeito catadupa: começa a ser falado porque choca e a coisa cresce vertiginosamente. Tendo chamado a atenção do público, os media vão atrás, e a coisa agiganta-se ainda mais.
Tudo com grande rapidez, a mesma com que o fenómeno desaparece.
Vivemos os tempos do fast-tudo.

Precisamente!! Estamos mesmo a passar a geração "influencer"!
No meio disto tudo, o mais estúpido ainda, é ver os movimentos que já se criaram por causa da série aliar jogos infantis e violência! Isto vindo de uma geração que teve acesso a tudo sem filtros e sem seguir quaisquer classificações... tristeza!!

Re: Cinematógrafo II

Enviado: terça out 19, 2021 4:22 pm
por aetheria
Brunhu Escreveu:No meio disto tudo, o mais estúpido ainda, é ver os movimentos que já se criaram por causa da série aliar jogos infantis e violência! Isto vindo de uma geração que teve acesso a tudo sem filtros e sem seguir quaisquer classificações... tristeza!!


https://www.publico.pt/2021/10/18/impar/noticia/sim-miudos-estao-jogar-squid-game-recreio-1981525

Re: Cinematógrafo II

Enviado: terça out 19, 2021 4:42 pm
por Brunhu
aetheria Escreveu:
Brunhu Escreveu:No meio disto tudo, o mais estúpido ainda, é ver os movimentos que já se criaram por causa da série aliar jogos infantis e violência! Isto vindo de uma geração que teve acesso a tudo sem filtros e sem seguir quaisquer classificações... tristeza!!


https://www.publico.pt/2021/10/18/impar/noticia/sim-miudos-estao-jogar-squid-game-recreio-1981525

Mas andam mesmo a matar os miúdos ou a dizer "morreste" como já era dito nesse jogo quando jogávamos em pequenos?!
Grande parte dos jogos que jogámos tinham como objectivo "matar" os adversários e não vejo qual será a diferença na escola agora, a não ser que os miúdos levem armas para a escola agora!

Imagino o que seria se saísse agora um jogo tipo "Mortal Kombat" ou mesmo um "Carmageddon"!

E já agora, os miúdos não estão a jogar o "Squid Game", estão sim a jogar o "Macaquinho do Chinês", e o que devia preocupar a pessoas é o facto dos miúdos não conhecerem estes jogos essenciais para o crescimento deles.
Eu, como treinador, bem vejo o resultados disso. A cada geração que tenho, mais impressionado fico com incapacidade física dos miúdos. A culpa é sempre da motricidade fina, que o pais vêem como uma "doença que se apanha por aí".

Re: Cinematógrafo II

Enviado: terça out 19, 2021 6:26 pm
por abyssum
O jogo do "Mata" deve estar proibido nas escolas, ou não? Aquilo consiste em duas equipas eliminarem-se a atirar uma bola uns aos outros. Segundo as normas actuais esse jogo deve estar classificado como violência extrema.

Do que me lembro todas as brincadeiras e jogos da minha infância eram sempre muito físicas, correr e saltar, era raro o dia que a malta não tivesse os joelhos e cotovelos cheios de feridas, era normal. E no meu caso crescendo numa zona rural, subir árvores, andar à pedrada e à paulada não eram as melhores brincadeiras, e todos sobrevivemos a isso.
A falta de actividades físicas nos mais jovens está a criar uma geração de pequenos texugos, com vários problemas de saúde entre os quais a diabetes, e a contribuir para o aumento de obesos no nosso país, neste momento está em 4º lugar no ranking mundial juntamente com a Finlândia.
Algumas destas brincadeiras deviam voltar a ser incluídas nos recreios escolares e até fazer parte das aulas de Educação Física, no meu tempo eram uma forma divertida de fazer desporto.

Re: Cinematógrafo II

Enviado: terça out 19, 2021 6:32 pm
por aetheria
Brunhu Escreveu:
E já aogra, os miúdos não estão a jogar o "Squid Game", estão sim a jogar o "Macaquinho do Chinês", e o devia preocupar a pessoas é o facto dos miúdos não conhecerem estes jogos essenciais para o crescimento deles.
Eu, como treinador, bem vejo o resultados disso. A cada geração que tenho, mais impressionado fico com incapacidade física dos miúdos. A culpa é sempre da motricidade fina, que o pais vêem como uma "doença que se apanha por aí".


Agora é que disseste tudo.
Aliás, até jogávamos ao "mata". E quantos braços partidos ou entorses (não que sejam desejáveis) à conta do "saltar ao burro" e à mosca :mrgreen:

Re: Cinematógrafo II

Enviado: quarta out 20, 2021 7:10 am
por pafg
Eu diria que a série está a ser tão falada por dois motivos. Primeiro, porque o viral marketing é uma ferramenta de publicidade barata e fácil de implementar.
O segundo é pelo nível da cultura mainstream que está de tal forma miserável que quando aparece alguma coisa minimamente decente, gera-se logo hype.

Squid Game, The Boys, Invincible, The Expanse, Midnight Mass são gotas num oceano de séries e filmes politizados* até ao vómito. Mas também não será coincidência que sejam séries com violência bem gráfica a fazerem sucesso.

Nós jogávamos ao mata, à apanhada, às escondidas e depois íamos para casa ver Cavaleiros do Zodíaco e Dragonball que eram séries bem violentas. Ou íamos às arcadas jogar Mortal Kombat. Ou víamos o Halloween, o Alien ou o Sexta Feira 13 sábado à noite. Acho que havia um equilibrio. Sabíamos que a violência presente nesse entertenimento era uma excepção e não a norma. Hoje em dia o que vejo são miúdos (e não só, infelizmente) que passam o tempo em constante violência física e psicológica a tentar massajar o ego no Instagram, em constante conflito do Twitter, na devassa da vida privada no Facebook, em discussões improdutivas no Reddit, a ver memes no 9gag, a ver porn, hentai e afins e a competir selvaticamente em jogos multiplayer tipo Fortnite, Call of Duty e afins. Para não falar nas sofisticadas formas de bullying online. O equilibrio desapareceu ou diminuiu drásticamente.

*diz-se que o Squid Game é um ensaio sobre os males do capitalismo selvagem, eu diria que é mais um ensaio sobre a natureza humana.

Re: Cinematógrafo II

Enviado: quarta out 20, 2021 9:43 am
por Brunhu
pafg Escreveu:Eu diria que a série está a ser tão falada por dois motivos. Primeiro, porque o viral marketing é uma ferramenta de publicidade barata e fácil de implementar.
O segundo é pelo nível da cultura mainstream que está de tal forma miserável que quando aparece alguma coisa minimamente decente, gera-se logo hype.

Squid Game, The Boys, Invincible, The Expanse, Midnight Mass são gotas num oceano de séries e filmes politizados* até ao vómito. Mas também não será coincidência que sejam séries com violência bem gráfica a fazerem sucesso.

Nós jogávamos ao mata, à apanhada, às escondidas e depois íamos para casa ver Cavaleiros do Zodíaco e Dragonball que eram séries bem violentas. Ou íamos às arcadas jogar Mortal Kombat. Ou víamos o Halloween, o Alien ou o Sexta Feira 13 sábado à noite. Acho que havia um equilibrio. Sabíamos que a violência presente nesse entertenimento era uma excepção e não a norma. Hoje em dia o que vejo são miúdos (e não só, infelizmente) que passam o tempo em constante violência física e psicológica a tentar massajar o ego no Instagram, em constante conflito do Twitter, na devassa da vida privada no Facebook, em discussões improdutivas no Reddit, a ver memes no 9gag, a ver porn, hentai e afins e a competir selvaticamente em jogos multiplayer tipo Fortnite, Call of Duty e afins. Para não falar nas sofisticadas formas de bullying online. O equilibrio desapareceu ou diminuiu drásticamente.

*diz-se que o Squid Game é um ensaio sobre os males do capitalismo selvagem, eu diria que é mais um ensaio sobre a natureza humana.


Nem mais... E essa última frase encaixa na perfeição.
Tentaram fazer o mesmo o com filme Espanhol "A Plataforma", mas acabou por não ter tanto impacto.