TEATRO

Arquivo de Concertos & Eventos já realizados.
Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

TEATRO

Mensagempor Judgement » terça nov 04, 2008 10:12 am

Decidi abrir este tópico para que seja possivel dar a conhecer peças de Teatro que vão estando em cena por este país, seja profissional ou amador, ajudem a divulgar o que se vai fazendo.

Abri neste espaço porque são eventos igualmente interessantes, por vezes até bem mais interessantes do que alguns concertos!

Vooder [RIP 2011/01/03]

Re: TEATRO

Mensagempor Vooder [RIP 2011/01/03] » terça nov 04, 2008 10:42 am

Bom tópico, faço teatro amador quando tenho disponibilidade, o que agora não tem acontecido! Se o tópico tivesse menos uns anos tinha aqui feito publicidade a esses espectáculos :)

Tirando cenas de escola representei em 3 peças
as Velhacarias de Scapin de Moliére
Traição Inverosímil de Domingos Monteiro
e outra que agora não me lembro qual foi :lol:

Avatar do Utilizador
inf3rno
Participante
Mensagens: 46
Registado: sexta dez 28, 2007 4:27 pm
Localização: Braga

Re: TEATRO

Mensagempor inf3rno » terça nov 04, 2008 5:47 pm

Local: São Mamede – Centro de Artes e Espectáculo - Sala Principal
Dia: 08 de Novembro, Sábado às 22h00
Preço: 5€


Imagem

A peça de Lorca “Yerma” é considerada, juntamente com a “Casa de Bernarda Alba,” uma “obra de maturidade”. Em “Yerma” Lorca conta-nos a história de uma mulher, jovem, bonita (?) que vive num meio fechado, numa povoação onde todos se conhecem, onde todos se controlam, onde todos se difamam, onde todos se invejam, onde todos se desejam e onde alguns se amam; onde todas têm filhos e ela não.

É uma tragédia a que muitos chamaram: “a tragédia da mulher sem filhos”.
Numa aldeia pequena onde a expressão: “ As Ovelhas no prisco, as mulheres em casa” é incontestável, vive Yerma. Uma mulher jovem, a quem é dado um marido, que ela não ama e que só tem um desejo para compensar a sua existência: ter filhos e criá-los, ser mãe.

Durante a peça Yerma envelhece. Passam anos e ela vai vendo crescer os filhos das outras. Não há motivos naturais para a incapacidade de Yerma ter filhos, só há falta de amor e Yerma enlouquece. O povo fala, murmura, intriga, oprime e Yerma desesperada mata. Mata o marido e diz: “ Matei o meu filho, eu mesma matei o meu filho”.

Interessa-nos nesta história o conflito, violento, desigual, mesquinho, injusto e actual entre Yerma (indivíduo) e o marido, a família, a aldeia, a religião, enfim… o seu mundo (sociedade). Não adianta ser correcto e ter uma vida exemplar quando a sociedade decide utilizar-nos como bode expiatório de todas as suas frustrações, colocando nas nossas “costas” todo o peso da sua maldade.

in http://www.saomamedecentrodearteseespectaculos.blogspot.com/
Última edição por inf3rno em terça nov 04, 2008 5:53 pm, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
inf3rno
Participante
Mensagens: 46
Registado: sexta dez 28, 2007 4:27 pm
Localização: Braga

Re: TEATRO

Mensagempor inf3rno » terça nov 04, 2008 5:52 pm


Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » quarta nov 05, 2008 1:28 pm

Bem, e tal como tinha comentado, ontem assisti ao Concerto de Gigli no TeCA. Uma peça interessante passada sempre no mesmo cenário - uma sala de consulta que serve também como residência de um pseudo psiquiatra que é procurado por alguém que precisa da sua ajuda mas na realidade o psiquiatra precisaria tanto de ajuda como o doente... Um drama, com umas curtas pitadas de comédia, que faz lembrar momentos que quase todos nós em alguma altura da nossa vida passamos: crise existencial!
Uma longa peça que no final se torna um pouco enfadonha, principalmente tendo em conta as poucas horas de descanso dos últimos dias, mas que valeu a pena ver. Gostei bastante do trabalho de luzes que ía dando uma aspecto muito intessante ao cenário.

Já agora, e a titulo informativo, para quem vai de carro, poderá deixá-lo no parque de estacionamento da Praça Carlos Alberto e adquirir uma senha na bilheteira do Teatro por 1,5€ que serve depois como pagamento ao cartão do parque. Por exemplo, ontem teria pago 4,40€ preço normal do parque e com essa senha gastei apenas 1,5€.

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » sexta nov 07, 2008 3:46 pm

Estreia hoje no Teatro Nacional de S. João no Porto:

Imagem

“Os muçulmanos sentem-se como os judeus da Europa.” A declaração é recente, e foi proferida por Shahid Malik, o primeiro muçulmano a integrar um governo britânico. Lida num jornal, teria sido suficiente para desencadear em Ricardo Pais o impulso de promover uma nova montagem de O Mercador de Veneza, não fizesse já parte da shortlist do encenador a “comédia” de Shakespeare que reacções mais “sérias” tem gerado desde que foi escrita. O projecto remonta a 2005, quando ainda envolvia a participação do actor brasileiro Raul Cortez. É agora retomado com uma tradução inédita, e com um elenco de criativos e intérpretes que congrega novos e velhos conhecidos da Casa. Tomando em mãos uma obra que baralha as coordenadas da alteridade nacional, rácica, religiosa e sexual, Ricardo Pais transcreve para a cena a força sanguínea tanto da prosa como da poesia do judeu Shylock, do cristão António, de Pórcia, Bassânio e restantes personagens, e acciona o jogo de duplicidades a que Shakespeare as abandona. No TNSJ, o ano começou com a maldizente Veneza de Goldoni. Houve, pelo meio, a cínica Veneza de R.W. Fassbinder. Agora que nos aproximamos do termo de 2008, chegamos à Veneza de escuros becos psíquicos imaginada por Shakespeare, com uma muito musical Belmonte do outro lado do espelho. O chamamento vem do seu interior: “Vamos sentar aqui, deixar que os sons da música nos subam aos ouvidos”.

Mais informações em: http://www.tnsj.pt/home/espetaculo.php?intShowID=89

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » terça nov 18, 2008 10:38 am

De 15 a 29 de Novembro de 2008 no Fórum Cultural de Ermesinde:

Imagem

Toda a programação em: http://www.entretantoteatro.pt/_site/04_01.php

IgnotoDeo [RIP 2009/06/27]

Re: TEATRO

Mensagempor IgnotoDeo [RIP 2009/06/27] » sexta nov 21, 2008 10:11 am

Noites Brancas

por Erva Daninha

De 13 a 30 de Novembro*
Sala Preta
22h (domingos: 18 horas)



Personagens que não encontram o seu lugar no mundo, consideradas por todos espécies esquisitas ou até mesmo aberrações sociais, pretendem sonhar para imitar a vida, até que encontram o amor que as faz contactar com a vida real.

A partir da obra homónima de Fiódor Dostoiévski
Encenação Gilberto Oliveira
Interpretação Bárbara Andrez
Baltazar Molina
Julieta Guimarães
Margarida Fernandes
Vasco Gomes
Produção: Erva Daninha
Mais informação: ervadaninha@tvtel.pt

* A 17, 22 e 24 de Novembro o espectáculo não se realiza

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » sexta nov 21, 2008 12:33 pm

Estreou ontem e estará em cena até ao próximo dia 30 de Novembro no TeCA:

Imagem

“O desígnio que o guiava não era impossível, se bem que sobrenatural. Queria sonhar um homem: queria sonhá-lo com uma integridade minuciosa e impô-lo à realidade.” Tomando como ponto de partida uma memória da leitura de “As Ruínas Circulares”, uma ficção desse subtil prestidigitador da literatura chamado Jorge Luis Borges, Daydream lança o espectador num teatro, templo ou oficina consagrada à tarefa exclusiva de sonhar. Ou antes: de modelar a matéria de que são feitos os sonhos, tarefa – garante Borges – “mais árdua que tecer uma corda de areia ou que cunhar o vento sem cara”. A parábola do escritor argentino desencadeou no Teatro de Ferro um regresso às origens – o trabalho de pesquisa e experimentação de marionetas –, fazendo de Daydream a ocasião propícia para explorar a marioneta como duplo, interlocutor e objecto plástico, e recolocar a questão do seu enigmático relacionamento com o actor/manipulador. Reconhece Igor Gandra: “Adão, Pinóquio e até Frankenstein podem ter lugar nesta aventura”.

Mais informações em: http://www.tnsj.pt/home/espetaculo.php?intShowID=93

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » sexta nov 21, 2008 12:43 pm

TELL 1 artista = 1 euro | às quintas, no Passos Manuel, às 22h, às escuras.

Imagem

Já passaram 2 quintas, ainda há mais 2 programadas.

Estive lá ontem, um conceito diferente para ir ao Teatro, uma sala, completamente às escuras e vão desfilando pelo palco 7 artistas diferentes, cada um abordando o tema que lhe interessa.
Em 7, gostei de 4, por isso o saldo é positivo. Gostei especialmente de 1 cuja temática gostaria de partilhar com uma pessoa de quem gosto muito e infelizmente não posso partilhar...

Mais informações em: http://tell1artista1euro.blogspot.com/

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » quarta nov 26, 2008 5:32 pm

5 e 6 de Dezembro no Teatro Nacional de São João

Imagem

Krzysztof Warlikowski é uma das vozes mais singulares do teatro europeu contemporâneo. Encenador polaco, dividiu a sua formação entre o país de origem e a França, trabalhou com Brook e estudou com Krystian Lupa, Bergman e Strehler, é visitante assíduo de Shakespeare, experimentou Eurípides e Sófocles, mas exerce Koltès ou, como agora nos é dado ver, Sarah Kane. Exímio na direcção de actores, Warlikowski funda o seu trabalho de encenação num confronto improvável entre psicologia e metáfora. Se lhe interessa o detalhe de cada personagem e o peso de cada uma na economia global do drama, o que aliás nos conduz a momentos de puro deleite teatral, aquilo que é único no seu trabalho deve ser procurado na transposição de cada fragmento de realidade para uma instância maior, para uma tentativa de explicação global do mundo. Purificados – a história de Grace, heroína perdida que sublima a perda do irmão investindo-se tão radicalmente no seu percurso que lhe assume a identidade – transforma-se aqui numa alegoria cristalina da solidão, da tristeza, do abandono. Como se apenas da profunda treva, do inferno que construímos ao estarmos juntos, pudesse nascer a luz equívoca de um sofrimento que é também redenção, porque é experiência, porque é vida, afinal!

Mais informações em: http://www.tnsj.pt/home/espetaculo.php?intShowID=85

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » sexta nov 28, 2008 2:09 pm

VOLTA AO MUNDO-VIAGEM DE CIRCO-NAVEGAÇÃO

Dia 6 (Sáb.) às 11 horas na Biblioteca Municipal S. Mamede de Infesta - Matosinhos

Dia 13 (Sáb.) às 16 horas na sala Café-concerto do Teatro do Campo Alegre - Porto

Uma boa oportunidade de levar os mais pequenos da familia ao teatro onde certamente se irão divertir e aprender num espectáculo de marionetas em que duas das personagens vão alternando entre marionetas e actores.
http://www.limitezero.org

Imagem

Imagem

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » sexta dez 05, 2008 11:32 am

11 e 12 de Dezembro às 21h30 no Teatro Nacional de S. João - Salle des Fêtes

Imagem

“Os meus espectáculos são bem-humorados, mesmo quando falam de desgraças e azares”, afirmou Jérôme Deschamps a propósito de Les Pensionnaires, um dos três espectáculos da dupla Deschamps & Makeïeff que o festival PoNTI deu a conhecer no Porto. É de crer que a novíssima criação (a estreia absoluta de Salão de Festas aconteceu em Novembro, no Théâtre de Nîmes) não escape à regra. Criadores de uma das séries da televisão francesa com maior sucesso (Deschiens/1996-2002) e de inúmeros espectáculos consagrados às grandezas e misérias de uma exótica fauna humana (gente como nós!), Jérôme Deschamps e Macha Makeïeff exploram agora um salão de festas, recriando o universo de um cabaré popular com aquela ternurenta mordacidade que é apurada de espectáculo para espectáculo. Saudado regresso de uma dupla de criadores cujos espectáculos fazem pensar ora em Jacques Tati, ora nos Irmãos Marx, ora em Chaplin, mas cuja malícia, nostalgia e humor evocam… Deschamps & Makeïeff.


Mais informações em: http://www.tnsj.pt/home/espetaculo.php?intShowID=91

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » quarta dez 10, 2008 9:39 am

19 e 20 de Dezembro às 21h30 no Teatro Nacional de S. João - De Homem para Homem

Imagem

Monólogo poético e político, De Homem para Homem (o título original é Jacke wie Hose) inspira-se num episódio da Europa do séc. XX. Relata o autor, Manfred Karge, um dos mais representados dramaturgos alemães da actualidade: “Não sei onde, não sei quem me contou a história de uma jovem mulher que, durante a Grande Depressão, tentou segurar o emprego do falecido marido. Para o conseguir, teve de assumir a identidade do defunto, disfarçando-se e adoptando toda a espécie de artifícios. Evidentemente, o estratagema acabou por se gorar. Um artigo de jornal revelou tudo”. Saído, como Heiner Müller, do Berliner Ensemble, Manfred Karge tomou este material verídico para em 26 quadros exibir a verdade de Ella Gericke, mulher que para viver teve de mentir, traficar, matar. Beatriz Batarda será Ella, num espectáculo para o qual a actriz convidou Carlos Aladro, encenador espanhol com quem trabalhou recentemente e colaborador do Teatro de La Abadía, parceiro do TNSJ na União dos Teatros da Europa. Impulsionado por Beatriz Batarda, o projecto conta também com o envolvimento do músico Pedro Moreira e do arquitecto Manuel Aires Mateus, cuja surpreendente apetência cenográfica foi revelada em Turismo Infinito (2007), espectáculo de Ricardo Pais.

Mais informações em: http://www.tnsj.pt/home/espetaculo.php?intShowID=92

Avatar do Utilizador
Judgement
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 413
Registado: sexta nov 25, 2005 11:33 am

Re: TEATRO

Mensagempor Judgement » sexta jan 09, 2009 1:34 pm

A Orfã - Espectáculo de Café-Teatro, vai estar em cena no Café Lusitano, às 4 ªs feiras do mês de Janeiro, às 22h30. Entrada livre!

Imagem

Imagem

Iº Capítulo - 4ª feira - dia 7

IIº Capítulo - 4ª feira - dia 14

IIIº Capítulo - 4ª feira - dia 21

IVº Capítulo - 4ª feira - dia 28

O primeiro capitulo já foi esta semana e não consegui pôr isto aqui antes...

Apareçam, vale a pena, vão divertir-se certamente. Estive lá na passada 4ª feira, um conceito interessante, uma teatro-novela muito divertida! Não se preocupem por ter perdido o Iº capítulo pois na próxima 4ª feira poderão assistir a algumas cenas do capítulo anterior.
A entrada é livre apenas terão de pagar o consumo minimo do bar que é também um espaço interessante para se estar a beber um copo ou uma chavena de chá. O Café Lusitano localiza-se na Rua José Falcão no Porto.


Voltar para “Arquivo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante