2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Críticas & Comentários a Concertos & Eventos!
Avatar do Utilizador
Enigma
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4672
Registado: quarta set 26, 2007 3:48 pm

2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor Enigma » quarta abr 10, 2019 6:49 pm

Aqui fica o rescaldo do primeiro dia. Quem foi ao segundo dia que dê uma palavrinha. :P

Revenge of the Fallen - bem se esforçaram por animar um recinto ainda muito despido de público, mas a tarefa não se afigurou propriamente fácil. Apresentaram um metalcore genérico que, se é verdade que continha todos os ingredientes que caracterizam o género, também não é menos verdade que soaram datados e um pouco mais do mesmo. De qualquer modo, nota positiva para todo o empenho demonstrado.

Dream Pawn Shop - outra banda desconhecida para mim. Mérito para o festival de apostar numa banda um bocadinho out of the box. Rock/metal progressivo/avanta-garde com muitos momentos mind fuck que, se é certo que deixou muitos dos presentes pouco interessados no que viam/ouviam, pelo menos apresentaram algo de diferente do restante line-up.

Irae - um dos maiores destaques do cartaz e que mais interesse me suscitava (re)ver. E, como já é habitual, deram (mais) um valente concertão. :metal: Focaram-se maioritariamente nos temas do último álbum (In The Name of Satan, Da Brandoa com Ódio, Mastergoat, Genocide Journey, Mastergoat, penso que foram estas que tocaram, não necessariamente por esta ordem), e ainda a fantástica Prime Evil Black Metal, dedicada a Venom e Bathory. Só faltou mesmo a Order of the Black Goat mas, infelizmente, não havia tempo para mais.

Grog - já com o recinto mais bem composto, arrancaram para mais uma atuação demolidora, mostrando não apenas toda a sua brutalidade, mas também (e isto às vezes passa, injustamente, despercebido) toda a mestria dos seus executantes, com o Pedra a comandar as hostes e a interagir com o público. Que continuem assim e por muitos bons. Penso ser mais ou menos consensual, se disser que são o maior nome do death/grind nacional. Como não podia deixar de ser, foi aqui que o moshpit teve o seu início (e a poeira também...).

Enforcer - era a banda que me despertava maior interesse em todo o cartaz, por isso, ainda me custa mais dizer que esta atuação foi uma semi-desilusão. Para quem não conheça/goste da banda, então deve ter sido ainda pior. Os dois principais motivos para esta semi-desilusão são dois: péssimo som, especialmente nos primeiros temas, e uma setlist com 4 temas do novo álbum (que só sairá no dia 26!) e que, por isso, pouca gente conhecia (eu só conhecia a primeira - Die For The Devil - até porque não costumo ouvir os temas de avanço antes de os álbuns saírem. Assim, temas novos que pouca gente estava familiarizada com um péssimo som teve o resultado de deixar estupefactos e, mais tarde, desiludidos, os presentes. As coisas, mais ou menos a meio do set, ainda melhoraram, especialmente quando tocaram alguns dos temas emblemáticos da banda (Undying Evil, Mesmerized By Fire, Take Me Out of This Nightmare), precisamente ao mesmo tempo que o som também melhorou. As coisas a partir daqui animaram bastante (e, se tivessem começado aqui, teria sido um bom concerto), mas o mal já estava feito. A banda também tem estado muito em estúdio ultimamente a gravar o novo álbum e pareceram-me claramente com falta de rodagem de palco. Comparativamente a qualquer um dos outros outros 4 concertos que lhes vi, a menor intensidade e energia em palco foi gritante. Ainda assim, foi bom rever a banda e espero que voltem em breve, como referiu o vocalista.

Destruction - já os vi várias vezes, por isso, o melhor elogio que lhes posso fazer é dizer que esta foi das melhores, senão mesmo a melhor atuação que já lhes vi fazer. Agora no formato de quarteto, apresentaram um set absolutamente demolidor, um verdadeiro desfilar de clássicos que não deixou literalmente pedra sobre pedra naquele recinto. Um moshpit gigantesto, que ocupava uma boa parte do espaço à frente do palco, não parou do primeiro ao último tema, deixando um grande sorriso no Schmier e companhia, que se mostraram bastante satisfeitos com a reação do pessoal. Curse the Gods, Tormentor, Nailed to the Cross, Mad Butcher, Life Without Sense, Total Desaster foram alguns dos pontos altos deste grande concerto! Tive ainda a oportunidade de ouvir uma das minhas favoritas - The Butcher Strikes Backs - num final arrasador que contou ainda com a Antichrist, Trash Till Death (que malha!) e Bestial Invasion. Um verdadeiro recital do que deve ser um concerto de thrash. :metal:

Gwydion - coube a Gwydion a ingrata tarefa de tocar a seguir a Destruction. Apesar do adiantado da hora, do atraso que se verificou no início da sua atuação e também de o público já não ter muita energia disponível, conseguiram conquistar quem ficou até ao fim e deram um belíssimo concerto, acima até das minhas expetativas. Temas épicos, melodias orelhudas e grande proximidade com o público, resultaram muito bem e conseguiram animar bastante as hostes e encerrar da melhor forma o primeira dia do festival.

Nota final para a organização: o ano passado não tive oportunidade de ir ao fest, portanto já algum tempo que não visitava aquele espaço. Verifiquei que nada mudou desde há dois anos, pelo menos que me tenha apercebido, a nível do espaço e das condições proporcionadas ao público. E é aqui que fica o aspeto mais negativo: não é admissível que nada se tenha feito para que durante os concertos não se levante aquela poeirada tremenda que é algo que já não se admite hoje em dia. Se, em open air, ainda se aceita, em espaços fechados é inconcebível. O SWR também tinha essa problema e souberam resolvê-lo ou, pelo menos, minimizá-lo. Revejam esse aspeto, para que o festival continue a melhorar.
Quanto ao resto, a organização está de parabéns pelo excelente festival. :cheers:
Última edição por Enigma em quarta abr 10, 2019 10:07 pm, editado 1 vez no total.
Valfar, ein Windir

Avatar do Utilizador
Kustu Rica
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 3363
Registado: terça dez 29, 2009 9:51 pm

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor Kustu Rica » quarta abr 10, 2019 9:59 pm

Mais um MMF :metal:

1o Dia:

Tenho tido algum azar com as bandas de black metal na Moita (também é verdade que nestas edições não assim assim tantas lá tocar), cheguei ao recinto Irae tinham terminado a actuação. Grog não vi, até costumam ser habitués do festival.

Enforcer, concordo plenamente com o Enigma, som péssimo que a meu ver prejudicou bastante a banda, ainda para mais com este tipo de música heavy/speed. Relativamente ao alinhamento, poucas músicas conhecidas, e as novas parecem—me ter menos speed que o habitual. Tocaram perto de uma hora? Soube—me a pouco, pois a partir do meio do set é que as coisas aqueceram.

Destruction, tal como o nome indica, foi a destruição, muito bom.

Gwydion, é o tchan?


2o Dia:

The Voynich Code, banda jovem praticantes de um deathcore mais técnico e progressivo, bastante competentes.

DMS, metal moderno misturado com uns toques de thrash e groove (bora lá caralho metal). Não apresentam nada de novo, riffs semelhantes a outras quantas bandas, muito a amadurecer.

Artigo 21, punk rock cantado em português, gostei bastante, boa atitude cheios de mensagens positivas.

Gaerea, coqueluche nacional, que poder, que concertaço. Gostei do espectáculo de luzes, a tentar criar outra atmosfera com o tipo de som praticado.

Simbiose e Holocausto Canibal não prestei atenção, foi tempo do comes e bebes, bem servidos, este ano com um espaço veggie.

Dr Living Dead, para mim dos concertos da noite, que puta de festarola. Crossover sempre a rasgar, circlepits, poeirada a dar com um pau.

No Fun At All, outro dos concertos da noite, punkrock sueco do bom de um banda que tem 28anos de carreira.

Extreme Noise Terror, instituição do grind, sempre a cascar pedra, actuação um pouco prejudicada pelo som.

Decapitated, o cansaço já pesava, vi duas músicas e dei por terminada o MMF de 2019.


Pó, fdx, pó e mais pó. Não me lembro do ano passado ter levantado pó.

Merchandising das bandas algo pobre, e das bandas internacionais achei caras, 20€ uma tee—shirt?

Até para o ano, ou não.
Your wife, my bitch. Your love, my trick. Her mouth, my dick. I fucked, thats' it. Straight pimp, no shit. Gave me your chips. I drove, your whip. It's true, don't trip.

Avatar do Utilizador
PeiXotO
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1450
Registado: domingo jan 16, 2011 10:39 pm
Localização: Vale do Paraíso

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor PeiXotO » terça abr 16, 2019 12:19 pm

Mais um fim de semana mítico com ênfase nos amigos, conhecidos e copos, tendo como pano de fundo um festival de música. Por isso mesmo a review vai ser assim muito resumida.
Na sexta chagamos a meio de Irae, concerto bom e competente como já nos habituaram. Mas continuo a gostar mais quando metem o pé no rock n´roll do que no black metal, mas pronto são gostos. Grog foi pausa típica para jantar, mas é sempre um prazer dar um olhinho no baixista que é um monstro. Enforcer foi uma desilusão tremenda devido ao som terrível e um alinhamento pouco inspirado. Deu para gritar e partir o pescoço em alguns clássicos, mas só fica na memória por ter sido mauzinho. Abençoada jola e Santyago! Destruction foi o oposto, som decente e set sempre a bombar. Nunca os vi darem um mau concerto e a tradição mantém-se. Concerto do festival para mim. Em Gwydion o som não me pareceu tão bom como em Destruction e as jolas também já começavam a pesar mas foi uma boa escolha para fecharem o dia.
No sábado apanhei uma malha de Mindtaker e parte do concerto de Infraktor (com direito a perninha do vocalista de Revolution Within). Dos primeiros não há nada a reter, dos segundos acho que precisam de mais rodagem pois pareciam meio parados em palco, especialmente o vocalista tendo em conta o estilo de música que tocam. Depois de uma enorme pausa para aturar bebados lá regressamos à tenda para ver Gaerea. Só conhecia a banda de reputação e gostei bastante do que vi e ouvi. Bom ambiente e envolvencia musical e visual. Menos blasts e era a minha praia. Simbiose, Holocausto e Dr. Living Dead foi para ir jantar (se bem que perder os últimos foi mais pelo atraso no restaurante). No Fun At All foi o concerto que mais curti no sábado, sempre com boa disposição e prego a fundo na punkalhada. Extreme Noise Terror foi a podridão. Não gosto do que tocam e serviu apenas para estar cá for no convívio. Já os tinha visto em Beja e continua a não despertar interesse pessoalmente. E acabamos com Decapitated, uma banda de death metal de 3ª divisão que são conhecidos mais pelas suas tragédias pessoais do que pela música. Já os vi 4 vezes e a única coisa que me lembro de qualquer um dos seus concertos são as rastas do vocalista... isso diz muito sobre o interesse que me despertam.

Continua a ser um dos meus festivais favoritos, mas tratem lá do pó e dos problemas de som (todos os anos há bandas e público que sofre) que a malta agradece.
"O problema da vida real é não ter música de fundo..."

Santyago
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1093
Registado: quinta jan 08, 2009 2:44 am

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor Santyago » sexta abr 19, 2019 3:37 pm

Vamos cá fazer uma review disto:

O meu historial com o Moita Metal Fest é muito curto. Começou num ano de 2016 com Tankard, e depois fui à primeira edição no novo recinto quando trouxeram Napalm Death e Sodom. Não fui no ano passado porque não tinha grande interesse em rever Vader e The Exploited. Contudo este ano ao trazerem Extreme Noise Terror e Enforcer decidi voltar porque essas duas bandas gosto bastante. Mal sabia que as que mais queria ver seriam as mais prejudicadas em termos de som...

Começando com sexta-feira, vi 2 músicas de Irae e foi essa a minha interacção com a banda nessa noite. Grog foi giro, foi uma boa meia hora de martelo pneumático. Continua a ser esquisito ver o Pedra com o cabelo comprido, ainda não consigo habituar-me a esse visual. Estavam com um óptimo som para uma banda nacional, especialmente quando a banda a seguir teve um péssimo som. Enforcer foi uma desgraça em termos sonoros. Fiquei extremamente desiludido com a qualidade de som durante este concerto. As 3 primeiras músicas foram assassinadas, e aquilo só melhorou um bocado quando se ouviu a segunda guitarra e o som subiu consideravelmente durante as músicas que o pessoal conhecia. É uma banda que costuma vir cá muitas vezes, há uma boa base de fãs de cá, mas este esteve ainda mais abaixo do concerto deles a abrir para Overkill. Ali estavam eléctricos em palco, neste estavam mais parados. Irei certamente rever a banda, mas espero que tragam um técnico de som decente para um próximo concerto cá. Peixoto, vejo-te nesse futuro concerto?

Houve um amigo nosso disse que Enforcer fez o soundcheck para Destruction. E tinha muita razão, porque em termos sonoros, aquilo foi um 15-0 ao de Enforcer. Do concerto em si, acho que a prova está no Curse the Gods. Quando começam com a música em Thrash (E não aquela merdice groove), aquilo põe o concerto num patamar elevado. Actualmente um quarteto, a adição do guitarrista ajuda a que o Mike não tenha a responsabilidade toda na guitarra e ajuda a um som mais forte. Foi muito bom! Está par a par com o grande concerto deles no Caos Emergente em 2009 (dos que já vi). Todos os clássicos tocados, desde Curse the Gods, passando por Mad Butcher, Release from Agony e terminando com um Bestial devastation. E eu a precisar de joelhos no final.

Gwydion foi engraçado. Uma longa espera para eles começarem a tocar, mas foi giro. Eu que não sou fã de folk metal, achei que foi um tempo bem passado.

Vamos a Sábado. Infelizmente para o Rui, lamento dar-lhe um resumo de um dia em que só vi uns 4 concertos completos, porque o resto do dia foi com o Peixoto e pessoal a beber jola e ver figuras de uma pessoa com uns copos a mais :lol:

Tirando uma visualização ou outra de bandas como Mindtaker e Infraktor no início do dia (só uma música ou duas de cada), o que vi primeiro e completo foi Gaerea. Tinha curiosidade sobre esta banda, parecia a maior novidade do black metal nacional. O som demorou um bocado a entrar, mas foi um óptimo concerto. A banda também teve uma boa performance ao vivo, a fazer jus ao som que praticavam. Fiquei bastante agradado e espero revê-los mais vezes.

Após um jantar com choco frito que me fez perder Simbiose, Holocausto Canibal e Dr Living Dead, regressei a tempo para ver No Fun at All. Foi claramente o concerto da noite para mim. Não os conhecia, e vendo a banda em palco com músicas a relembrar a fase do punk dos anos 90, foi um concerto muito bom e muito bem passado. Músicas simples, com acordes que ficam no ouvido, e o pessoal empolgado!

Extreme Noise Terror foi péssimo em termos de som. Eu gosto muito da banda (Raping the Earth continua a ser das minhas músicas favoritas), mas o som esteve horrível. Em muitas partes, só se ouvia a tarola da bateria. Com o prolongar do concerto, lá foram melhorando pouco a pouco, ressalvando a atitude da banda em palco. Razão tinha o Ben que diz que em muitos anos na música, nunca apanhou um som tão mau (Não deve ter visto Enforcer no dia anterior). Eu consegui curtir do concerto, claro está, por ser fã da banda.

Decapitated foi engraçado. Dos 3 concertos que vi, foi o que mais gostei. Mas longe vão os tempos de ser uma banda altamente qualificada de Death Metal. Agora toca Death Metal para ginásio. Músicas musculadas, martelo pneumático na bateria, mais groove no som. É este o som que praticam, é este o som que a maioria das pessoas gosta da banda. Felizmente ainda tocaram algumas músicas antigas, de Winds of Creation e The Negation. Só volto a ver a banda se houver outra banda que me interessa.

De resto, o Moita Metal Fest está a crescer bem. Oferece boas condições de comida, bebida e de wc. Contudo, tratem do pó que foi uma coisa extremamente chata durante todo o festival (Para quem sofre de alergias, é uma chatice) e do som (É muito mau de dois concertos internacionais haver um som tão mau)
Old_Skull Escreveu:Esta MUrda é cada vez mais um antro de Guerrilheiros de Teclado. Até dá gosto... :grim:

Avatar do Utilizador
PeiXotO
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1450
Registado: domingo jan 16, 2011 10:39 pm
Localização: Vale do Paraíso

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor PeiXotO » segunda abr 22, 2019 10:52 am

Santyago Escreveu:Peixoto, vejo-te nesse futuro concerto?


Pois certamente.

Santyago Escreveu:Vamos a Sábado. Infelizmente para o Rui, lamento dar-lhe um resumo de um dia em que só vi uns 4 concertos completos, porque o resto do dia foi com o Peixoto e pessoal a beber jola e ver figuras de uma pessoa com uns copos a mais :lol:


Só para que conste, não fui eu que fiz as figuras tristes!
"O problema da vida real é não ter música de fundo..."

Santyago
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1093
Registado: quinta jan 08, 2009 2:44 am

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor Santyago » terça abr 23, 2019 8:55 pm

Confirmo. O Peixoto portou-se muito bem
Old_Skull Escreveu:Esta MUrda é cada vez mais um antro de Guerrilheiros de Teclado. Até dá gosto... :grim:

Avatar do Utilizador
Vooder
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4467
Registado: sábado jan 15, 2011 11:10 pm

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor Vooder » quinta mai 02, 2019 10:29 am

Nem tinha visto este tópico...
Só fui no primeiro dia.
No geral é sempre muito bom estar na Moita, e que já se está a tornar um ritual, mas...
Desde que o fest foi para a tenda, este foi claramente o ano mais fraco, ou menos bom, como se preferir. (pelo menos na 6ª feira)
Existe a sensação que o festival está a dar passos ao lado, quer em termos de cartaz, quer em termos de evolução do próprio espaço, a diminuição da oferta de comes e bebes é um exemplo.
As bandas foram todas competentes, mas faltou a loucura dos anos anteriores que era uma das imagens de marca do fest (refiro-me ao continuo e até por vezes exagerado stage diving).
A banda que mais queria ver eram os Enforcer e quase tive pena da banda pelo som que tiveram.
O DJ na 6ª :beer: :metal: nada de pimbalhadas.

Espero lá voltar para o ano e que o fest volte ao crescimento gradual que apresentou até ao ano de Sodom e Napalm.
As bandas que gostava de ver e que para mim faziam sentido seriam uns Kreator ou uns Overkill, mas sabendo que poderão ser demasiado caras, porque não voltar a trazer os Sodom, que agora são um quarteto e que terão provavelmente um novo album?

Moita caralho
ImagemImagemImagem
VENDE-SE Enslaved/Ephel Duath/Agalloch/Therion/HateSphere e mais cenas

Avatar do Utilizador
RuySan
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 443
Registado: sexta set 19, 2003 4:01 pm

Re: 2019.04.05e06 - MOITA METAL FEST 2019 - Moita

Mensagempor RuySan » terça mai 07, 2019 9:00 am

Tenho pena de não ter ido ver este concerto para No Fun At All. Ainda tenho boas memórias de um concerto que vi deles em 2001 para aí no Garage. Quem abriu foi Tara Perdida (como era apanágio da época), e o João Ribas vinha com cachecol do Sporting. Quando o concerto começou o Sporting estava a ganhar 2-0 ao Real Madrid. Acabou por empatar, e viu-se que o João RIbas foi ficando com pior feitio ao longo do concerto, eheh.


Voltar para “Rescaldo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes