2019.11.27 - CRYSTAL VIPER (PL) + KILMARA (SP) + SPEEDEMON (PT) - RCA Club - Lisboa

Críticas & Comentários a Concertos & Eventos!
Avatar do Utilizador
Enigma
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4757
Registado: quarta set 26, 2007 3:48 pm

2019.11.27 - CRYSTAL VIPER (PL) + KILMARA (SP) + SPEEDEMON (PT) - RCA Club - Lisboa

Mensagempor Enigma » quinta nov 28, 2019 9:32 pm

Speedemon - não os via há uns bons tempos e, desta vez, já traziam o álbum de estreia na bagagem. Speed/thrash da velha escola para iniciar a noite no RCA, com uma sala ainda muito vazia (e não iria entrar muito mais gente). Foi uma meia hora bem passada, com a banda a empenhar-se em mostrar o material novo. Dito isto e talvez por ser um género que aprecio bastante, não posso deixar de dizer que deixa(ra)m a desejar. Neste tipo de som, quer-se uma banda super enérgica e com uma atitude mais evil (aquela piadas a meio do set, ou a amena conversa com alguns dos presentes, num concerto de power metal até podem resultar, mas aqui....not really). Obviamente que a banda esteve empenhada, mas talvez por falta de (mais) rodagem em palco, estiveram muito parados no palco, cada qual a fazer a sua cena, e a interação com o público mais valia não ter acontecido, pelos motivos que atrás referi. Esta segunda parte da análise é mesmo a minha opinião pessoal (bem sei que as realidades são completamente diferentes, mas imagem uns Condor, Inculter, que também são bandas com escassa discografia, e são quase todos bem jovens, e a demolição que é). Repito, isto não se trata nada de botaabaixismo, simplesmente uma crítica construtiva (ou, pelo menos, tento que assim seja).

Kilmara - banda catalã que acompanha os Crystal Viper nesta tour ibérica, foi a segunda atuação da noite. Para quem não os conheça, que era o meu caso, diria que a sua música se enquadra no melodic metal. Banda competente em palco, a saber exatamente o que e quando fazer, bons músicos também e com um vocalista de bom nível, deram um bom concerto, de cerca de 40 minutos, que aqueceu a sala devidamente para os headliners da noite. Foram muito os sing alongs, os incentivos constantes ao público, que respondeu sempre entusiasticamente (apesar de pouco numeroso, o público mostrou-se bastante enérgico, a apoiar todas as bandas da noite). Deixaram uma boa impressão e cumpriram perfeitamente o seu papel de principal banda suporte.

Crystal Viper - Regresso a Portugal mais ou menos um ano depois do seu concerto no RCA, novamente na mesma sala e trazidos pelo mesmo promotor (obrigado Carlos. :cheers: ). Tinha gostado bastante do concerto do ano passado, mas este conseguiu superá-lo. Isso deveu-se, essencialmente, a dois fatores: desta vez a banda contou com os seus dois guitarristas, o que permitiu que a Marta apenas se concentrasse no seu papel de frontwoman, o que aumentou ainda mais a energia e a intensidade do concerto, comparativamente ao ano passado; no ano que passou a banda lançou um novo álbum - Tales of Fire and Ice - muitíssimo bom, e que o público pôde comprovar, ao ouvir temas como Still Alive (que abriu o set), Under Ice, a (contagiante) Bright Lights, Neverending Fire e One Question. Temas que comprovam a excelente forma que a banda atravessa e que combinaram muitíssimo bem com os seus temas mais emblemáticos e que, apesar da relativa curta carreira, são já bastantes. The Witch is Back, When the Sun Goes Down, Metal Nation (um dos temas obrigatórios), Flames and Blood, Secrets of the Black Water, Night Prowler e At The Edge of Time foram alguns dos melhores momentos do set, num concerto sem paragens nem sequer encore (a banda teve apenas uns momentos de pausa quando os dois guitarristas se entretiveram numa guitar fight). 90 minutos do que de melhor o heavy metal, entendido aqui como subgénero musical, tem para oferecer. Uma excelente vocalista e performer, uma banda muito bem oleada em palco (a boa disposição do baixista é contagiante) e, claro, o mais importante - com verdadeiros hinos de heavy metal, para entoar de punho cerrado e/ou com muito headbang. Excelente concerto de um dos nomes mais recentes (vá, não tão antigos), que sigo com interesse, e cujas atuações só confirmaram tudo o que de bom têm feito em estúdio. Metal Nation. :jam:
Valfar, ein Windir

Voltar para “Rescaldo”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 3 visitantes