Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Avatar do Utilizador
otnemeM
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6561
Registado: terça mai 18, 2004 2:02 pm
Localização: Ovar.
Contacto:

Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor otnemeM » segunda out 05, 2009 4:13 pm

Imagem

“There was a sign saying ‘POLICE – INCIDENT’ and everyone was slowing down to rubberneck to see what had happened... Afterwards, it struck me that ‘incident’ is a very detached word for something so destructive and traumatic for the people involved. And then I had the sensation that the spirit of someone that had died in the accident entered into my car and was sitting next to me. “The irony of such a cold expression for such seismic events appealed to me, and I began to pick out other ‘incidents’ reported in the media and news,” continues Wilson. “I wrote about the evacuation of teenage girls from a religious cult in Texas, a family terrorizing its neighbors, a body found floating in a river by some people on a fishing trip, and more. Each song is written in the first person and tries to humanize the detached media reportage.”

in http://www.roadrunnerrecords.com/news/P ... 20315.aspx


Disco 1

1. "The Incident"
I. "Occam's Razor"
II. "The Blind House"
III. "Great Expectations"
IV. "Kneel and Disconnect"
V. "Drawing the Line"
VI. "The Incident"
VII. "Your Unpleasant Family"
VIII. "The Yellow Windows of the Evening Train"
IX. "Time Flies"
X. "Degree Zero of Liberty"
XI. "Octane Twisted"
XII. "The Séance"
XIII. "Circle of Manias"
XIV. "I Drive the Hearse"

Disco 2

1. "Flicker"
2. "Bonnie the Cat"
3. "Black Dahlia"
4. "Remember Me Lover"

Avatar do Utilizador
otnemeM
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6561
Registado: terça mai 18, 2004 2:02 pm
Localização: Ovar.
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009

Mensagempor otnemeM » segunda out 05, 2009 4:19 pm

A faixa-título que preenche o primeiro disco é uma viagem de quase uma hora que não me atrevo a definir. Sabendo o que inspirou a direcção desta conceptualidade pode seguir-se as histórias com a sensação de que se sabe o que está a acontecer - e daí talvez não exactamente.
O segundo disco contém quatro faixas cuja música vai do groove contagiante, passando por incursões em pop moderno e chegando ao que de mais pesado já fizeram.
No álbum como um todo encontram-se facilmente características presentes no Stupid Dream (inocência e alegria musical quase infantil), no Voyage 34 (sobreposição de texturas que nos puxam para uma espécie de afogamento (a)tonal), no In Absentia e deadwing (equilíbrio entre rock pesado, acústico, complexidade e psicadelismo) e, claro, no Fear of a Blank Planet (talvez principalmente a nível lírico já que musicalmente se pode aplicar o que descrevi antes). Nota-se também algo que não consigo descrever melhor do que uma falsa-calma, talvez ainda efeito do Insurgentes. Isto são só um punhado de coisas que me chamaram mais à atenção e não quero ser nem serei exaustivo quanto a um tipo de análise que tira o gozo à audição do álbum. Ainda assim, como apontamento extra, achei giro encontrar um par de alturas em que notei influência da música do conterrâneo Peter Gabriel e de prog mais clássico e livre de pretensão virtuosa, típico de terras de Sua Majestade.

Em termos de opinião pessoal não só não desilude como consegue surpreender-me, o que não é um feito desprezível dado o nível que vieram continuamente a elevar desde que os conheci. Cronologicamente falando sou da opinião que desde o Stupid Dream tem sido uma evolução natural e em harmonia com o que interpreto ser um amadurecimento da banda (ou do Steven levando os outros por arrasto, se preferirem).
Depois do Nil Recurring já comecei a ter algum receio que se desse algum tipo de estagnação ou divergência para campos que me agradassem menos (como acontece com várias bandas), problema que o Insurgentes resolveu sem dificuldade. Após iniciada a digestão faz todo o sentido como sucessor do trio Fear of a Blank Planet/Nil Recurring/Insurgentes.

Quem estiver a procrastinar a audição por uma razão ou outra não perca mais tempo e pegue no disco rapidamente.
Álbum bonito, maravilhoso, brilhante, fofo, complexo, profundo, tocante e tudo e tudo e tudo. Altamente recomendado.

Avatar do Utilizador
Sludge
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 2325
Registado: quarta jul 02, 2008 11:42 am
Localização: leiria/Silvares city

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009

Mensagempor Sludge » segunda out 05, 2009 4:27 pm

Tenho que ouvi isso.
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Avatar do Utilizador
Le Point Noir
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 821
Registado: sábado abr 28, 2007 2:11 pm
Localização: alfragide ou pataias
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009

Mensagempor Le Point Noir » segunda out 05, 2009 4:30 pm

Não conhecendo muito a banda, pareceu-me um disco bastante interessante e agradável de se ouvir. A "I Drive the hearse" é o <3 e fecha muito bem o disco I.

O segundo disco não me chama muito, com excepção da "Flicker", pequenina e simples música, grande e charmosa pela simplicidade.


Post review
At least one new post has been made to this topic. You may wish to review your post in light of this.


Elá. :P
Imagem

Avatar do Utilizador
UnderTheSurface
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 650
Registado: sexta set 26, 2008 10:50 pm
Localização: Odivelas
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009

Mensagempor UnderTheSurface » segunda out 05, 2009 4:31 pm

otnemeM Escreveu:Álbum bonito, maravilhoso, brilhante, fofo, complexo, profundo, tocante e tudo e tudo e tudo.


Está tudo dito.
E pelo segundo ano consecutivo vêm cá numa data impossível para mim, que raio :cry:
Imagem

Avatar do Utilizador
haemonculus
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1094
Registado: sábado mai 31, 2003 10:56 pm
Localização: Coimbra
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor haemonculus » segunda out 05, 2009 6:29 pm

Devo dizer que ao primeiro par de audições fiquei bastante desapontado, pois estava à espera de temas mais imediatos como Trains, Way Out of Here, Open Car, etc... Não desisti e fiz um forcing para descobrir mais este álbum. desde então tem vindo a crescer. Ainda não posso dizer que tem temas marcantes, mas tem grandes momentos. A meu ver não desilude, mas também não supera o que fizeram a partir do In Absentia.

Avatar do Utilizador
xtr3me
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1927
Registado: quarta set 24, 2008 3:30 pm
Localização: Porto

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor xtr3me » segunda out 05, 2009 6:53 pm

Nunca mais me chega às mãos!!!

Review para breve (mal chegue).

Avatar do Utilizador
Mescaline
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 784
Registado: segunda ago 11, 2008 4:09 pm
Localização: Almada

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor Mescaline » segunda out 05, 2009 7:24 pm

Tenho ouvido várias vezes este álbum e sem dúvida cresce com cada audição. Se a princípio ainda o estranhei, o The Incident tem-se entranhado aos poucos.
A faixa de 55 minutos tem partes espectaculares como a Kneel and Disconnect, Time Flies, Octane Twisted, Circle of Manias e alguns momentos menos bons como a Drawing the Line que imediatamente me fez surgir na mente Placebo e o Brian Molko.

No disco 2 estão reservada duas pérolas: Bonnie the Cat e Black Dahlia. Impecáveis.

flipknot
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 3364
Registado: sexta nov 24, 2006 1:40 am

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor flipknot » segunda out 05, 2009 8:11 pm

Venero completamente o 1º cd, já o 2º ainda não me entrou bem...

Avatar do Utilizador
scapegoatt
Participante Compulsivo(a)
Mensagens: 131
Registado: quinta abr 22, 2004 12:17 am
Localização: Penafiel
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor scapegoatt » segunda out 05, 2009 8:29 pm

E o meu cd que tb não chega :mrgreen: Vou dar-lhe rodagem garantida. Eles não desiludem.....

Avatar do Utilizador
Grimner
Administrador
Mensagens: 4290
Registado: domingo mai 08, 2005 9:41 am
Localização: Lisboa
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009

Mensagempor Grimner » segunda out 05, 2009 9:34 pm

otnemeM Escreveu:A faixa-título que preenche o primeiro disco é uma viagem de quase uma hora que não me atrevo a definir. Sabendo o que inspirou a direcção desta conceptualidade pode seguir-se as histórias com a sensação de que se sabe o que está a acontecer - e daí talvez não exactamente.
O segundo disco contém quatro faixas cuja música vai do groove contagiante, passando por incursões em pop moderno e chegando ao que de mais pesado já fizeram.
No álbum como um todo encontram-se facilmente características presentes no Stupid Dream (inocência e alegria musical quase infantil), no Voyage 34 (sobreposição de texturas que nos puxam para uma espécie de afogamento (a)tonal), no In Absentia e deadwing (equilíbrio entre rock pesado, acústico, complexidade e psicadelismo) e, claro, no Fear of a Blank Planet (talvez principalmente a nível lírico já que musicalmente se pode aplicar o que descrevi antes). Nota-se também algo que não consigo descrever melhor do que uma falsa-calma, talvez ainda efeito do Insurgentes. Isto são só um punhado de coisas que me chamaram mais à atenção e não quero ser nem serei exaustivo quanto a um tipo de análise que tira o gozo à audição do álbum. Ainda assim, como apontamento extra, achei giro encontrar um par de alturas em que notei influência da música do conterrâneo Peter Gabriel e de prog mais clássico e livre de pretensão virtuosa, típico de terras de Sua Majestade.

Em termos de opinião pessoal não só não desilude como consegue surpreender-me, o que não é um feito desprezível dado o nível que vieram continuamente a elevar desde que os conheci. Cronologicamente falando sou da opinião que desde o Stupid Dream tem sido uma evolução natural e em harmonia com o que interpreto ser um amadurecimento da banda (ou do Steven levando os outros por arrasto, se preferirem).
Depois do Nil Recurring já comecei a ter algum receio que se desse algum tipo de estagnação ou divergência para campos que me agradassem menos (como acontece com várias bandas), problema que o Insurgentes resolveu sem dificuldade. Após iniciada a digestão faz todo o sentido como sucessor do trio Fear of a Blank Planet/Nil Recurring/Insurgentes.

Quem estiver a procrastinar a audição por uma razão ou outra não perca mais tempo e pegue no disco rapidamente.
Álbum bonito, maravilhoso, brilhante, fofo, complexo, profundo, tocante e tudo e tudo e tudo. Altamente recomendado.



Não tivesse lido isto logo abaixo daquele 1º post já ias levar com um warning por uma review de copy paste. :mrgreen:
Eu já vi o raxx num papo seco
Hordes of Yore webpage

Avatar do Utilizador
otnemeM
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6561
Registado: terça mai 18, 2004 2:02 pm
Localização: Ovar.
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor otnemeM » segunda out 05, 2009 10:53 pm

:mrgreen:

Não quis fazer do post inicial o meu post de análise/opinião, mas queria um tópico próprio para o álbum.

Avatar do Utilizador
Hannibal King
Metálico(a) Compulsivo(a)
Mensagens: 336
Registado: quarta ago 19, 2009 6:06 pm
Localização: Paradise Lost

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor Hannibal King » terça out 06, 2009 12:55 am

Amor <3
coisinhas assim, coisas e coises. = Porcupine Tree :awesome: (e uma das minhas bandas preferidas)

Pensei que este tópico já existia, mas pelos vistos foi acabado de sair do forno... e ainda bem que o foi, que já começa a fazer frio. Ok... moving on. Se há música que rapidamente se tornou uma das minhas favoritas até agora foi a remember me lover. Mas quando ouvi este albúm pela primeira vez não sei porquê, ainda não tocou bem cá dentro... Também só ouvi o albúm umas 3 vezes e não dei muita atenção. :? E lembrou-me do Insurgentes (que por acaso foi albúm que me despertou mais)

Acho que tou a precisar de 2 estalos bem dados para começar ouvir estes senhores com mais atenção. :mrgreen:
* .:Imagination.Rules.The.World:.
* When words fail, music speaks.
* Dreams are so intoxicating.

Avatar do Utilizador
[BR11]
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 2468
Registado: sexta set 19, 2008 10:03 pm
Localização: ->#0044<-
Contacto:

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor [BR11] » terça out 06, 2009 11:16 am

Acho que este «The Incident» fica algo a dever a álbuns como «in Absentia» e «Deadwing». Não há aqui grandes canções como «Lazarus», por exemplo. Ao longo da vasta duração deste disco senti que existem muitas passagens e estruturas que se repetem. Sinceramente acho que com cerca de metade da duração este duplo CD seria um registo bem melhor. Não me entusiasmou.

De resto é aquilo a que eu chamo um álbum para a gaja que existe dentro de nós...

Avatar do Utilizador
OrDoS
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 5656
Registado: domingo abr 04, 2004 12:23 pm
Localização: Vieira do Minho / Braga

Re: Porcupine Tree - "The Incident" (2009)

Mensagempor OrDoS » terça out 06, 2009 1:03 pm

Não é por nada, mas tudo que saiu depois do Deadwing tudo me soa ao mesmo, parece que pegaram na fórmula, criaram boas estruturas mas falta a pitada de originalidade que fazia cada album ter uma identidade própria.

Neste caso, aprecio a musicalidade, mas sinceramente sinto que estou a perder tempo a ouvir disto, e sendo eu um fã da música que fazem desde o início, estou extremamente desiludido. Por muitas oportunidades que dê ao album, o cheiro a estagnação não sai da minha cabeça... :mrgreen:

Os mesmos efeitos na voz, a parca alteração de registo, o mesmo tipo de reverb, as passagens ambientais demasiado homogéneas... :?
From word to a word I was led to a word...
ImagemImagem 20ª Edição - X11


Voltar para “Arquivo 2012 - 2003”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes