O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Avatar do Utilizador
Brunhu
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6108
Registado: sábado out 24, 2009 1:41 am
Localização: Setúbal
Contacto:

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Brunhu » quarta abr 19, 2017 9:08 pm

lang Escreveu:Gosto bastante de ver/ouvir as reviews daquele sr. do youtube :naughty:

Esse então é o melhor exemplo de influência que anda por aí. Se o homem disser que o Tony Carreira é Trve no dia a segui há uma carrada de malta a dizer que ouve desde o primeiro álbum.

O gajo faz uma reviews boas, não há dúvida, mas há muito lambe piças nos seus seguidores e isso nota-se bem quando ele fala de álbuns que de metal pouco têm a ver. O que o homem diz é regra.

Avatar do Utilizador
aetheria
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 4255
Registado: quarta jul 04, 2007 9:59 am
Localização: Braga

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor aetheria » quarta abr 19, 2017 9:54 pm

Brunhu Escreveu:
lang Escreveu:Gosto bastante de ver/ouvir as reviews daquele sr. do youtube :naughty:

Esse então é o melhor exemplo de influência que anda por aí. Se o homem disser que o Tony Carreira é Trve no dia a segui há uma carrada de malta a dizer que ouve desde o primeiro álbum.

O gajo faz uma reviews boas, não há dúvida, mas há muito lambe piças nos seus seguidores e isso nota-se bem quando ele fala de álbuns que de metal pouco têm a ver. O que o homem diz é regra.



E eu nem sei quem é... :|
Sou uma falhada. :cry:
Só é tua a loucura Onde, com lucidez, te reconheças. Torga
A partir de um determinado ponto já não há retorno. É esse ponto que se tem que alcançar. Kafka

Avatar do Utilizador
schwarze_engel
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1684
Registado: segunda nov 08, 2010 9:33 am
Localização: Porto

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor schwarze_engel » quarta abr 19, 2017 10:37 pm

Basicamente, não dou grande valor a opiniões de gente que não conheço sobre música.
As novidades que ouço chegam-me através de sugestões de amigos, e não são muitas, que o meu ritmo de audição e de absorção de novos sons é algo lento.
Acabo por funcionar muito como 'no antigamente', em que o passa-palavra é que levava a música de ouvido em ouvido. :P
Hear the words I sing,
War's a horrid thing.
So I sing, sing, sing...
...ding-a-ling-a-ling.

Avatar do Utilizador
Jorgetime
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1923
Registado: quinta jul 02, 2009 4:42 pm
Localização: Amarante/Gaia

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Jorgetime » sexta abr 21, 2017 9:23 pm

lang Escreveu:Gosto bastante de ver/ouvir as reviews daquele sr. do youtube :naughty:

Eu adoro o gajo, pena os últimos fãs que ele tem arranjado comerem memes de merda ao pequeno-almoço, só quererem hip-hop para os cornos e estarem sempre a comparar: "deste x a isto, como é que dás menos -inserir rapper todo filósofo-?"

Dito isto, as reviews são muito bem feitas, sempre que ele diz que alguma coisa é muito boa (de 7/10 para cima) e for dentro de um género que eu goste, sei que provavelmente vou gostar, o que aconteceu recentemente com Power Trip. Curiosamente também se aplica ao contrário, se der uma review muito negativa dentro de um género que goste (4/10 ou menos), eu também devo gostar, bons exemplos disso são o Sempiternal e o último dos Mastodon.
O mesmo digo de um site generalista como o Pitchfork. Ou seja é fácil filtrar cenas medianas e medíocres.

O resto de sites mais focados no metal tenho tendência a não ligar muito a reviews e fico-me pelas noticias, a não ser que seja uns mais kvlt tipo angrymetalguy, heavyblogisheavy ou That's Not Metal. Acho que os sites/canais mais mainstream de metal costumam dar muito praise a cenas muito medíocres.

Brunhu Escreveu:Esse então é o melhor exemplo de influência que anda por aí. Se o homem disser que o Tony Carreira é Trve no dia a segui há uma carrada de malta a dizer que ouve desde o primeiro álbum.

O gajo faz uma reviews boas, não há dúvida, mas há muito lambe piças nos seus seguidores e isso nota-se bem quando ele fala de álbuns que de metal pouco têm a ver. O que o homem diz é regra.


Acredito que sim, mas acho que se vê mais o outro lado da moeda, quando ele não gosta tanto de uma coisa que todos os outros sites andam a salivar (O novo Kendrick Lamar que não deixa de ser uma review positiva) dão-lhe quase todos na cabeça.

Avatar do Utilizador
Joe
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1784
Registado: sábado fev 11, 2006 3:03 pm
Localização: Funchal
Contacto:

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Joe » sábado abr 22, 2017 2:50 pm

Ainda ouço muitas bandas novas por causa da capa ou do nome.. :D

Reviews cada vez leio menos. Mas por vezes quando vejo muitos a falar de uma banda ou álbum, seja aqui ou em sites do género dos que foram mencionados, acabo por ir espreitar. Por vezes desligo com a sensação.. meh.. mais do mesmo.

Também já foi aqui falado, e acontece-me imenso, "passar" por um álbum e ter a sensação que "isto é tão bom e eu quase nem ouvi como deve ser",
ou então, ao procurar qualquer coisa nova interessante para ouvir, "porque é que estou à procura da agulha no palheiro, se tenho ali uma prateleira cheia de agulhas boas"..

É muita coisa.. :?
Don't talk to strangers...

Avatar do Utilizador
Graveyard
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 675
Registado: segunda jun 30, 2008 11:30 pm
Localização: Titanic City/UK

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Graveyard » sábado abr 22, 2017 11:21 pm

Joe Escreveu:Ainda ouço muitas bandas novas por causa da capa ou do nome.. :D


Ahah pensava que era o único que ainda fazia isso. Antigamente quando estava em PT ainda comprava a Loud! Mas ler reviews dá demasiado trabalho.

Apanho de vez em quando novidades aqui pelo MU e recebe-o as notificações do bandcamp e já chega.
Yo moriré y nadie se acordará de mí. Yo moriré y nadie se acordará de mí. De mí…
Fando: Sí, Lis, yo me acordaré de ti e iré a verte al cementerio con una flor y un perro, y en tu funeral cantaré, en voz baja, "¡Que bonito es un entierro!"

Avatar do Utilizador
Matusalem
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1298
Registado: quarta fev 23, 2005 11:35 pm

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Matusalem » domingo abr 23, 2017 9:03 am

Bem, eu sempre pensei mais pela minha cabeça do que pela cabeça dos outros. E tambem estou como o Joe, muitas vezes olho para uma capa e gosto dela ou vejo o enquadramento dentro dos géneros musicais que mais gosto ou me identifico, vou ouvir no youtube e às vezes tenho boas surpresas. Quem diz que uma capa nao é um factor importante para a promoçao de um album nao percebe nada de marketing. Às vezes vejo algumas capas (e basta ir ver alguns exemplos no tópico "pior capa" aqui do MU) e pergunto como é que os elementos dessas bandas concordaram em meter capas dessas na frente dos seus albuns para publicitar o seu trabalho. É porque nao querem vender, de certeza.
Voltando ao tema. Eu nunca liguei muito a reviews dos outros, porque aquilo que uma pessoa ouve e diz maravilhas para outro pode ser fraquito. Por mais equidistante que um reviwer queira ser e avaliar só a musica, letra e produçao, acaba sempre a ser influenciado pelos seus gostos musicais. Inclusivé, para alguns reviewers, só o seu gosto musical conta, lol, o resto é merda e passam um atestado de mediocridade a uma banda só porque nao gostam de determinado estilo musical e nao conseguem ser imparciais.
Portanto, poucos sao os reviewers que conseguem ser imparciais para abarcar todos os estilos musicais, entao prefiro nao ligar às reviews e nem as leio. E depois há outro factor para as nao ler, o factor cunha ou pagamento por uma "boa" review, isto mais na imprensa escrita. Lembro-me que quando a Loud apareceu era compra obrigatoria mensal em minha casa, mas após um ano e picos fartei-me dela e das suas reviews de albuns (que era na altura um dos factores que me levavam a adquiri-la - a internet ainda nao era a ferramenta que é hoje) e deixei de a comprar. Tudo, mas tudo, o que era lançado ou comercializado pela Recital Records era corrido a nota máxima, depois eu ia ouvir e aquilo nao valia um charuto. Pah, aquilo só interessava a uma pessoa, ao dono da Recital Records e nao a mim. Ainda hoje a Loud faz reviews mirabolantes e nao entendo que raio de colabores ela tem. Soube este fim de semana que eles fizeram uma review a Grimlet (uma banda de uns amigos meus da Figueira da Foz) que compararam o som deles com o som de Amon Amarth. WTF??? Deixo-vos abaixo uma musica do tal ultimo album deles para verem se aquilo é viking metal ou nao.
Voltando novamente ao tema, reconheço que os meus gostos dentro do metal sao um bocado conservadores relativamente aos gostos dos actuais utilizadores do MU que ainda vao escrevendo aqui algo e mantendo este forum activo, e depois nao tenho actualmente muito tempo disponivel nem paciência para procurar novas sonoridades, mas quando estou um pouco aborrecido do som que normalmente ouço, socorro-me do facebook do amigo Zyklon que para mim continua a ser o melhor site para se descobrir algo de novo, lol. :D À pala do amigo Zyklon descobri Nightbringer e Bestia Arcana que gostei muito. Obrigado, caríssimo :cheers:
Pronto, o testamento está feito, aqui ficam os novos Amon Amarth portugueses, segundo a Loud.


p41nk1ll3r
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 1670
Registado: quinta mai 03, 2007 10:33 pm

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor p41nk1ll3r » domingo abr 23, 2017 5:50 pm

Há uns anos que não recorro nem a críticos nem a b/vloggers, não tinha noção que isso já tinha atingido um mini-cartel. Actualmente, ou algum amigo me mostra alguma coisa nova, ou me aparece uma sugestão no youtube, ou na newsletter de uma distro.

Avatar do Utilizador
Deathmask
Participante Inspirado(a)
Mensagens: 55
Registado: domingo jan 29, 2017 2:29 am

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Deathmask » domingo abr 23, 2017 8:35 pm

Bandas como Deafheaven são black metal. Isto é verdade, eu li numa revista!

Avatar do Utilizador
Le Point Noir
Metálico(a) Supremo(a)
Mensagens: 821
Registado: sábado abr 28, 2007 2:11 pm
Localização: alfragide ou pataias
Contacto:

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Le Point Noir » terça mai 09, 2017 8:30 pm

Não sei se se enquadra no tópico, mas sempre me irritou solenemente aquele endeusamento (em lançamentos recentes é mais desculpabilização, vá) das bandas clássicas (digo bandas dos 70s e 80s). Eu percebo que essas bandas por causa da influência que tiveram, por serem de uma altura em que não havia a oferta que há hoje em dia, por terem chegado a multidões e serem bandas de consenso (que é uma coisa que muito dificilmente voltará a haver) vão ser sempre vacas sagradas, mas há limites para tudo. Media maiores/mais mainstream como a Kerrang ou a Metal Hammer abusam disto, basta lerem qualquer review do Dom Lawson por exemplo aos albuns recentes mais fracos dos Megadeth como um 13 ou um Super Collider, ou a uns Machine Head ou Metallica. No de Metallica o homem basicamente escreve que o segundo CD é dispensável mas como é o melhor álbum da banda em muitos anos mantém a nota alta, o que não tem qualquer lógica porque está a medi-lo não em relação a um espectro geral de toda a música que existe, má e boa, mas só em relação à discografia recente da própria banda. Um álbum pode ser o melhor de uma banda em muitos anos e mesmo assim não ser bom.
Quando saiu um dos dois últimos albuns de Anthrax tb houve um site que gabava a última música do álbum, que era a mais longa composição de sempre da banda quando na verdade é apenas uma música de 3/4 minutos, silêncio, e depois uma cover de Refused escondida. Claro que isto é um exemplo extremo de propaganda/idiotice e que foi logo apagado, mas pelo menos para mim estes casos muito mal dissimulados de "simpatias" forçam-me a relativizar a importância do conteúdo escrito de uma secção de reviews, e muitas vezes acabo por usá-las apenas como um catálogo de novos lançamentos, fico a saber que existe tal álbum e pronto.

talvez esteja a ser redutor e injusto para com o trabalho do jornalista musical, mas pronto...estes exemplos para mim reduzem o estatuto da imprensa mais tradicional ao mesmo nível de qualquer blogger/whatever, se bem que confesso que não tenho bem a noção se isto acaba mais por ser uma democratização (positiva) ou um nivelamento por baixo..às vezes, se juntarmos à saturação do mercado e catadupa de lançamentos e todo o sobre-estímulo que causa, acaba é por me fazer afastar de tudo :|
Imagem

Zyklon
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6856
Registado: sexta jan 04, 2008 10:47 am
Localização: Oleiros(Castelo Branco)
Contacto:

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Zyklon » terça mai 09, 2017 10:06 pm

Tocaste num ponto giro que é a coisa do passado.
Nunca se vai fugir a isso por mais que se tente, mas até a mim me faz uma confusão do caraças ver agora alguns albuns, bandas ou estilos que naquelas alturas eram massacrados por tudo e por todos e hoje em dia mesmo não sabendo a que razões parece que se tornou regras para se gostar ou seguir...e ate posso dar exemplos.
Bandas como Mortuary Drape, alguns nomes norte americanos de BM, todo o rock empastilhado de Motley Crue e afins, o Reinkaos de Dissection, os albuns apos a saida do Vincent de Morbid Angel, o rock dos anos 70, o Hardcore etc etc.
Isto é um circulo eterno ao que parece e mais dia menos dia vamos ter ai o pessoal true do rock a dizer que afinal o nu-metal e o metalcore afinal era uma coisa genial.

Avatar do Utilizador
Deathmask
Participante Inspirado(a)
Mensagens: 55
Registado: domingo jan 29, 2017 2:29 am

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Deathmask » quarta mai 10, 2017 2:17 am

Pior que isso é o endeusamento do rock/metal moderno. Hoje em dia, algumas bandas tanto querem ser inovadoras e originais que acabam por não ter qualidade nenhuma (exemplo: Wolves In The Throne Room, Liturgy...), depois há todos aqueles revivalistas "prog" desinspirados (como Riverside, Steven Wilson e Opeth, que não chegam aos calcanhares de King Crimson no seu auge), e claro, a "onda" de thrash revivalista que nunca trouxe nada de especial, salvo raras excepções.

Muitas destas bandas, no entanto, recebem reviews positivas e algumas até são incorrectamente classificadas como black metal, Deafheaven por exemplo. E é por isto que as magazines (como Metal Hammer e outras) deviam servir apenas como alternativas ao papel higiénico.

Nos anos 70 e 80 obviamente haviam bandas que não prestavam. No entanto, eram poucas. Os álbuns de metal antigos, em grande maioria, são superiores aos álbuns lançados no século 21, não só pela influência que tiveram mas também pela alta qualidade do conteúdo musical.

Avatar do Utilizador
Brunhu
Ultra-Metálico(a)
Mensagens: 6108
Registado: sábado out 24, 2009 1:41 am
Localização: Setúbal
Contacto:

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Brunhu » quarta mai 10, 2017 8:19 am

Deathmask Escreveu:Nos anos 70 e 80 obviamente haviam bandas que não prestavam. No entanto, eram poucas. Os álbuns de metal antigos, em grande maioria, são superiores aos álbuns lançados no século 21, não só pela influência que tiveram mas também pela alta qualidade do conteúdo musical.

Isso é tudo muito relativo.
Os lançamentos antes é que eram mais filtrado porque não havia lugar para todos e muito menos dinheiro para investir em muitos dos casos, enquanto que agora qualquer gajo até no quarto grava um álbum​ e deita, pelo menos digitalmente, cá para fora. Logo há muita merda por aí e por vezes encontrar o que é bom acaba por não ser fácil.
São mais influentes... Claro, são as "origens", e como tal, tudo o que vem a seguir acaba por ser influenciado.

Este é sempre aquele tipo de conversa que funciona por épocas e que daqui por 30/40 anos ainda vai surgir mas com referência a bandas de 2000/2010 em que se vai dizer que nesta época é que era.

Tudo isto é influenciado pelo factor data de nascimento e momento em que se viveu, daí eu dizer que é relativo.
Última edição por Brunhu em quarta mai 10, 2017 9:49 am, editado 1 vez no total.

Avatar do Utilizador
lang
Administrador
Mensagens: 2539
Registado: quarta mar 21, 2007 10:28 am
Localização: Seixal

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor lang » quarta mai 10, 2017 9:43 am

Deathmask Escreveu:...Hoje em dia, algumas bandas tanto querem ser inovadoras e originais que acabam por não ter qualidade nenhuma (exemplo: Wolves In The Throne Room, Liturgy...), depois há todos aqueles revivalistas "prog" desinspirados (como Riverside, Steven Wilson e Opeth, que não chegam aos calcanhares de King Crimson no seu auge...


Esta é obviamente a tua opinião, que é tão válida como a de qualquer jornalista, blogger ou simples interessado em música que escreva reviews. Ainda não percebi que dificuldade é esta de se aceitar que algumas pessoas gostem/adorem/idolatrem algo que nós não gostamos. Só porque não gostamos é mau? Que não gostes de WITTR ou Liturgy é uma coisa, que aches que Deafheaven não é BM é outra, agora partires daqui para dizeres que não prestam é só...parvo.´

Em relação às revistas, como a Metal Hammer, ninguém é obrigado a comprar.
«And the Lord said, I will destroy man whom I have created from the face of the earth; both man, and beast, and the creeping thing, and the fowls of the air; for it repenteth me that I have made them» (Genesis 6/1-7)

Avatar do Utilizador
Deathmask
Participante Inspirado(a)
Mensagens: 55
Registado: domingo jan 29, 2017 2:29 am

Re: O "Poder" de alguns sites, editoras e reviewers no Underground atual.

Mensagempor Deathmask » quarta mai 10, 2017 2:23 pm

Brunhu Escreveu:Este é sempre aquele tipo de conversa que funciona por épocas e que daqui por 30/40 anos ainda vai surgir mas com referência a bandas de 2000/2010 em que se vai dizer que nesta época é que era.


Só os fãs de metal moderno poderão dizer isso.

lang Escreveu:Ainda não percebi que dificuldade é esta de se aceitar que algumas pessoas gostem/adorem/idolatrem algo que nós não gostamos.


Da mesma forma que não se aceita que algumas pessoas comam no McDonalds ou em caixotes do lixo quando podem jantar num restaurante a sério. :D

lang Escreveu:Só porque não gostamos é mau? Que não gostes de WITTR ou Liturgy é uma coisa, que aches que Deafheaven não é BM é outra, agora partires daqui para dizeres que não prestam é só...parvo.´


Essas bandas são terríveis, a menos que o teu critério de "musicalmente bom" seja a repetição ad nauseum de
riffs influenciados por post-rock. Compara os álbuns deles com os clássicos dos anos 80. Show No Mercy, Don't
Break The Oath
, To Mega Therion, None Shall Defy, Deception Ignored facilmente superam os álbuns "mainstream" do novo milénio.


Voltar para “Arquivo 2016 a 2017”

Quem está ligado:

Utilizadores neste fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante